• Wilson Nomura

O mal também discursa o bem


Imagem: A Igreja de Deus Unida


O planeta Terra não é, de longe, o mais evoluído, na galáxia de Andrômeda, à qual pertence, muito menos o menos evoluído, cabendo somente à mente divina, a exata classificação moral e espiritual, na extensa e quase infinita escala progressiva existencial.

As inúmeras diferenciações raciais, comportamentais, culturais, históricas, sociais, filosóficas, religiosas, políticas e econômicas, mencionando-se apenas os aspectos mais relevantes e compreensíveis aos humanos, configuram por si só, pontos de vistas diversos entre cada habitante, grupo social, povo e nação, a serem compreendidas, aceitas, toleradas e defendidas globalmente, para o ajuste fraternal, empático e amoroso, degrau essencial à subida celestial.

As incontáveis enfermidades, das mais diversas origens biológicas, mentais, neurológicas e psicológicas, cumprem o papel de curar a alma humana, pela saúde a ser valorizada e cuidada e pelo sofrimento educativo de se despegar a tudo que seja material, até mesmo o corpo orgânico, que serve de moradia, transporte, orfanato e asilo provisórios.

As incomensuráveis injustiças individuais e coletivas caracterizam o egoísmo irresponsável da humanidade em geral, vítima de si própria, moldado pelas “injustiças das catástrofes naturais, cujas culpabilidades só podem ser atribuídas ao destino ou Deus cruel, provocando, deste modo, o sentimento de compaixão fraternal universal.

Enquanto a homogeneidade evolutiva não for padrão geral e coletivo, a esfera planetária será habitada por seres da mais variada estirpe, desde mundo mais desenvolvidos em muitos aspectos, amostras de paraísos comparados a este planeta, contrariamente, exemplo de infernos diversos; até planetas menos progredidos, porções mais infernais ainda a este planeta, com miniaturas esparsas de um paraíso ligeiramente melhor.

Às entidades mais elevadas, ainda cabe alguma pendência progressiva a ser resolvida, comumente, por meio de missão amplamente pública, comunitária e missionária. Às entidades menos avançadas, serão destinadas responsabilidades mais pesadas e difíceis, em geral, relacionado a cuidado de almas com saúde delicada, situações geradoras de paciência, amor e gradativo descarte da egolatria perniciosa.

O encontro conflituoso, complexo e beligerante entre os dois protagonistas opostos em muitos parâmetros, unidos pela mesma nascença racial humana, acontece num nível de caos vivencial, só compreensível em sua totalidade, pelo Criador de toda essa celeuma, onde os mais prodígios podem trair a missão requerida, e os menos qualificados podem surpreender, pela superação de suas limitações.

A luta entre o bem e o mal gera ideologias opositoras do mais diversos gêneros, criando fanatismos prejudiciais a todos, por aquele, devido à impossibilidade soberba de tentar-se colocar o volume benéfico infinito em jarro finito ainda com rachaduras maléficas; por este, por causa do volume maligno destruir o próprio jarro que o comporta, devido à sua toxidade mortal.

Neste ambiente terrestre onde o mal predomina, a desvantagem pesa sobre o bem, sujeito a perder mais ainda, no simples deslize do orgulho humano, em se considerar mais santo e salvo, pela única vantagem em conhecer e transmitir a palavra divina, separada da pratica equivalente. É mais louvável e abençoado, o fiel praticante ignorante e iletrado do que o oposto, letrado e não praticante.

Neste aspecto, o julgamento, a crítica e condenação do mal, por mínimo que seja, anexado ao papel máximo da pregação celestial, deve ser radical, pois a autoridade curvada moralmente sob o peso de suas vestes hierárquicas sociais e religiosas, difunde a mensagem diabólica implícita e subliminar de modo muito expansivo e eficiente, pois o mal praticado em nome do bem e de Deus, é a pratica mais comum, abjeta e condenável, aos seus praticantes.

O charlatanismo da falsidade ideológica dos discursadores do bem e perpetradores do mal tem sido a praga pandêmica atual.



Wilson Nomura

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo