• O Editor

Inovação no transporte: veja 5 tendências. Com recomendações de distanciamento social...

Com recomendações de distanciamento social, ônibus, aviões e até ciclovias devem ser remodelados, dando início a uma nova era nos transportes.

Apesar de o Brasil ainda registrar, diariamente, centenas de novos casos de Covid-19, aos poucos, a população começa a retomar sua rotina. Lojas estão reabrindo e cada vez mais gente está voltando aos escritórios. O resultado não poderia ser diferente: um aumento expressivo no número de pessoas circulando pelas ruas.

Em outras partes do mundo, onde a curva de contaminação já caiu bruscamente, estão surgindo soluções para que, mesmo com a retomada das atividades, a saúde dos cidadãos seja preservada. Isso inclui mudanças em um setor fundamental: o transporte. Veja a seguir algumas iniciativas que prometem transformar a forma como nos locomovemos neste mundo pós-pandemia.



1. Novo design nos aviões

A empresa italiana de design de aviação Aviointeriors criou novos assentos de avião para um mundo pós-pandemia. A empresa projetou dois modelos para combater a propagação do novo coronavírus durante os voos.



O primeiro, batizado de Janus, é um assento tipo “namoradeira”, que permite que três passageiros sejam isolados e separados por um escudo transparente. A segunda opção é um kit chamado Glassafe, que não exige que o interior do avião seja modificado.



2. Bicicletas autolimpantes

Para fugir do transporte público e evitar aglomerações, cada vez mais gente tem utilizado as bicicletas para se locomover. A Wheels, empresa americana de aluguel de bicicletas, está disponibilizando bikes equipadas com a tecnologia NanoSeptic. Presente no guidão e nos freios, a tecnologia é alimentada pela luz e utiliza nanocristais minerais para criar uma forte reação de oxidação e, assim, manter limpas essas partes da bicicleta.


3. Ciclovias redesenhadas

Cidades alemãs estão redesenhando as marcações das estradas para criar ciclovias "pop-up", para que os ciclistas possam manter uma distância física segura enquanto se deslocam para o trabalho. Em Berlim, foram utilizados fita removível e sinais móveis para marcar as faixas expandidas, que podem ser removidas quando as restrições de deslocamento forem suspensas. Outras 133 cidades alemãs já apresentaram formalmente pedidos de ciclovias temporárias semelhantes às autoridades locais.


4. Bicicletários temporários

A empresa polonesa Bike2Box desenvolveu uma caixa modular de estacionamento para bicicletas, que permite transformar uma vaga de estacionamento em um armário com capacidade para até 12 bicicletas. A caixa utiliza espaços já existentes, não exige montagem e pode ser alugada pelo tempo que for necessário.



Foto Diário do Transporte




5. Ônibus inteligentes

A startup britânica Arrival lançou ônibus elétricos que ajudam a manter o distanciamento social. A capacidade máxima é de 125 passageiros, mas os assentos podem ser reconfigurados para garantir que a distância seja respeitada. Os passageiros são separados por escudos de acrílico e podem solicitar uma parada ao motorista através de campainhas sem toque ou de seus smartphones. Assim, eles não precisam sujar as mãos.

A Centro Manufacturing Corporation, com sede nas Filipinas, também desenvolveu divisórias anti-Covid para serem usadas no transporte público. Os kits são vendidos prontos para instalação e podem ser facilmente desinfetados ou retirados.


Fonte: Whow!

Indicação da Matéria: O Editor

5 visualizações0 comentário