• O Editor

Filme diz ter provas de fraude em eleição de Joe Biden

O trailer do filme na plataforma Rumble já tem 1,6 milhão de visualizações

2000 Mules Foto: Divulgação


Há um documentário lançado, no sábado(7), nos Estados Unidos com o título 2000 Mules – em português, 2000 Mulas. Nele, o diretor Dinesh D’Souza afirma ter provas sobre fraude nas eleições presidenciais norte-americanas de 2020.

A teoria a respeito da lisura das eleição de Joe Biden, em 2020, é posta em dúvida e vai de encontro com afirmativas da direita americana que questiona o resultado da disputa eleitoral pela Casa Branca. Na época, a apuração das urnas apontou para 81 milhões de votos para Biden e 74 milhões para Trump. Tendo, vitória de Biden, no colégio eleitoral, por 306 a 232 votos.

O documentário bombástico promete apresentar provas de um forte esquema de manipulação das urnas. Os produtores garantem ter “4 milhões de horas” de filmagens gravadas por câmaras de rua que apontam pessoas adicionando cédulas de votação pelo correio, madrugada adentro. Essas pessoas são identificadas como mafiosas criminosas, e certamente trocaram seus votos por dinheiro.


O filme será disponibilizado gratuitamente pela plataforma Rumble.




Se o conteúdo for confirmado, será a constatação de que mentes criminosas se aproveitam de falhas nos sistemas eleitorais para manipular resultados e vencer eleições mesmo à revelia dos maiores interessados que são o povo e o País como instituição.

Fica a dúvida se um país como os Estados Unidos, com enormes recursos econômicos e com uma máquina estatal fantástica, a maior economia do mundo, podem estar sujeitos a manobras escusas. Se assim for, o que diremos de países com menos recursos? Por isso, acompanhemos esses fatos com atenção e busquemos tirar proveito das medidas que serão tomadas pelas autoridades norte-americanas.

Finalizo pedindo a Deus que nos proporcione eleições limpas e livres de quaisquer falhas neste 2022. E que ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais em todo o processo eleitoral em nosso país.


Fonte: Pleno News

Indicação da Matéria: O Editor

7 visualizações0 comentário