• O Editor

Catástrofe global de alimentos: Centenas de milhões enfrentam fome

Reverendo pede ação de EUA sobre fome global.

Alimentos (Foto: Reprodução/Unsplash)


Especialistas alertam que o mundo enfrenta uma fome histórica, afirmando que a guerra na Ucrânia é apenas um dos muitos problemas que assolam a distribuição global de alimentos.

Além disso, eles alertam que nos próximos meses, os alimentos serão mais difíceis de encontrar em muitas outras nações. Vários problemas estão dizimando o suprimento mundial de alimentos, sendo chamada de a maior crise alimentar desde a Segunda Guerra Mundial.

Segundo a estimativa do Programa Mundial de Alimentos, 285 milhões de pessoas enfrentam fome. O chefe do Programa Mundial de Alimentos, David Beasley, diz que o fornecimento mundial de alimentos já enfrentou uma catástrofe antes da guerra na Ucrânia.

“Já estamos com poucos fundos, e agora com a Ucrânia, temos 50% de rações para as pessoas, por exemplo, no Iêmen, acabei de cortar 50% de rações para oito milhões de pessoas. Níger, 50% rações, Chad 50% rações. E 50% não têm nada, aqueles que estão em extrema necessidade”, disse Beasley.

Nos EUA, os americanos viram os custos com alimentos aumentarem 10% em relação ao ano passado, o aumento mais acentuado em 40 anos, o que especialistas dizem que levará a um aumento da desnutrição entre os pobres da América.

De acordo com CBN News, a Rússia e a Ucrânia produzem juntos quase um terço do trigo mundial. Mas os agricultores ucranianos foram deixados de lado e as exportações russas foram sancionadas.


O reverendo Eugene Cho, presidente e CEO da Bread For the World, afirma que os EUA precisam fazer mais para combater a fome global, pedindo ao Congresso que aprove US $3,8 bilhões em financiamento suplementar de emergência.

“Vamos apenas falar sobre o Afeganistão, 98% da população não tem comida suficiente para comer. Um milhão de crianças menores de cinco anos podem morrer de desnutrição até o final deste ano. No Iêmen, oito milhões de pessoas precisam muito de comida”, disse.



Fonte: Gospel Prime

Indicação da Matéria: O Editor

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo